Festas Infantis: Canadá x Brasil

Vamos falar um pouco sobre as festas infantis no Canadá, como são organizadas, as principais diferenças com o Brasil, que por sinal são muitas!

Bem, para início de conversa, os aniversários por aqui são planejados para as crianças, só pra elas. Os pais geralmente levam até a porta e só retornam para buscar, se o pai resolver permanecer, ele terá ciência de que a festa (simples e rápida) não foi pensada para ele, o que muitos oferecem para os pais, é café, apenas.

E o que não pode acontecer, é você se atrasar para a festa, pois você corre o risco de perder a festa, já que duram em média 2 horas.

Na primeira hora, as crianças brincam, logo em seguida lancham (vou falar mais pra frente o que servem), cantam parabéns (sem palmas!!!!!) e depois são convidados a se retirarem.

Outra coisa que não precisamos nos preocupar aqui, é com convidados extras, eles sempre confirmam presença e comunicam se irão levar algum irmão.

Algumas festas, são feitas em centros comunitários ou salões de festas específicos para crianças, com brinquedos e muito espaço para brincarem ( mas nada exagerado, tudo muito simples, tudo que elas precisam). Dependendo da época do ano, muitos escolhem esses salões para não ter a surpresa de uma chuva no meio do evento, principalmente pra quem mora em Vancouver! Mas nos verões, aproveitam muito os parques maravilhosos, o ar livre e até mesmo alguns quintais de casa, já que é viável fazer em casa por serem poucos convidados e apenas crianças!

Agora, vou contar pra vocês o que mais amo das festas infantis…

O que servem para as crianças comerem?

Ah, essa parte eu fico encantada! Pra quem me conhece, sabe o que estou falando, rs. É servido muita comida saudável, tudo pensando nas crianças, aqui os pais não gostam que seus filhos exagerem nos doces e guloseimas. Pra vocês terem uma idéia, na maioria das festas oferecem um cupcake por criança, UM, isso mesmo, apenas um! É claro, que as vezes uma criança pode surgir querendo mais um, mas é muito raro, e se aparece, ela vem super educada perguntando se tem mais.

Servem na hora do lanche: bandejas com legumes lavados e crus acompanhado de molhos de iogurte, salgadinhos de legumes, muitas frutas e é muito comum algumas festas servirem fatias de pizza, nada de frituras, tudo muito leve… Posso dizer denovo, o quanto fico encantada com isso? Amo!

É ou não é um mundo perfeito que sonhei pra minha babyA! kkkk

Algo que não posso deixar de falar também, é sobre como as crianças vão vestidas para as festas. No Brasil, as crianças vão super arrumadinhas, de vestidos, sandálias, calças jeans, muitas das vezes o aniversariante usa uma roupa tão glamourosa que até o atrapalha brincar. Aqui, as crianças vão o mais confortável possível, de legging, bermudas e o que nunca pode faltar: as meias, principalmente se a festa for em local fechado, é mandatório você retirar seus sapatos e permanecer de meia.

A hora de abrir os presentes, no Brasil costuma-se abrir só quando chegam em casa, já aqui abrem na festa mesmo e lêem os cartões na hora ( o hábito de sempre dar um cartão junto com o presente é algo indispensável). Vou contar uma história pra vocês…Recentemente, fui numa festa e não havia levado cartão (não sabia deste hábito e no Brasil nem sempre dava cartão, muitas vezes escrevia na própria embalagem ), e na hora que o dono da festa pegou o meu presente, ele virou pra mim e perguntou: “Cynthia, esse presente é seu? Está sem cartão!” E eu toda tímida respondi que sim e fiquei pensativa como ele sabia que era meu! Claro que ele sabia que o único presente que não tinha cartão era da mais nova brasileira, recém chegada! Hoje morro de rir da cena, mas na hora eu morri de vergonha.

Mas, é assim… Vamos nos acostumando e conhecendo a cada dia os hábitos canadenses. Tenho muito ainda o que aprender e vou contar tudinho pra vocês sobre a cultura canadense!

A princípio, eu achava as festas muito básicas, mas agora já vejo que é o suficiente! As crianças querem apenas um tempo para brincarem e lancharem juntas, como minha mãe sempre dizia quando eu e meus irmãos éramos crianças: “Não vamos pra festas para comer, comer comemos em casa!”

 

Anúncios

Autor: Cynthia Ramos

Cynthia Ramos Gonçalves Domingues, tem 30 anos e mora no Canadá há 5 meses. Tem uma filha de 2 anos e 5 meses e é casada há 7 anos. Nasceu em Belo Horizonte-MG, onde viveu todo o período anterior a mudança. Formada em Fisioterapia, pós graduada em Fisioterapia Dermato-Funcional. Mudou-se para o Canadá devido a um sonho que tinha juntamente com o marido, eles almejavam essa vivência internacional desde quando namoravam, e este ano seu esposo iniciou uma pós graduação na área de TI na cidade Vancouver. Hoje, é mãe de tempo integral, está vivendo outro sonho! Seu hobby, é conhecer lugares novos, como parques, lagos, praias, restaurantes junto à família!

11 pensamentos

  1. Nossa amei 😍. Estou aqui sofrendo, tentando planejar a festinha de Theo, tendo idéias parecidas, mas com receio de minhas idéias não serem bem interpretadas. Mas quer saber amiga, seu texto me encorajou 😅…. Bjos

    Curtir

    1. Isso aí, faça do jeitinho que você sonhar…E do jeitinho que você saberá que Theo mais irá curtir… Vai ser um sucesso, depois venha aqui contar como foi…

      Curtir

  2. Cinthiaaaaa que lindo você toda blogueiraaaaa. Amei o texto, supet informativo e adorei saber como é um pouquinho de morar neste país e cidade sos sonhos. Também tenho esse sonho.com Thiago e quem sabe um dia não teremos essa oportunidade também. Adorei e vai contando mais. 😘😘😘

    Curtido por 1 pessoa

      1. Oi Gabi, que bom que gostou do texto… Se tem o sonho, não desista dele! Venha conhecer Vancouver, vcs vào amar!

        Curtir

  3. Bacana saber os costumes canadenses. Mas, festas infantis protocolares demais. Gosto do meio termo. Diversão sempre! Mas, umas gostosuras…por que não, né? 2 hs de festa?! Sei la…acho pouco. Por outro lado, gosto da idéia das roupas confortáveis em lugar das suntuosas. Gosto dos presentes abertos na hora. Gosto de ser mais para as crianças. Gosto da pontualidade. Não concordo com esta máxima de ” comer, come em casa”. É radical demais. Mad, obrigada pelos esclarecimentos e dicas.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s