Kuala Lumpur é uma cidade moderna, limpa e bem receptiva para os brasileiros.

A cidade é a capital da Malásia, um pequeno país do sudeste asiático, perto de Cingapura, Tailândia e Indonésia. O clima caraterístico desta região é quente e úmido. Uma delícia! Eu particularmente adoro viver o verão o ano inteiro.

A cidade é impressionante e muito desenvolvida. As Torres Petronas são o principal cartão-postal de Kuala Lumpur. Qualquer visitante que chegue à cidade quer logo avistá-las, mesmo que de longe. Foram durante 1998 e 2004 os dois maiores prédios do mundo e ainda tem o recorde das mais altas torres gêmeas do mundo.
WhatsApp Image 2017-07-27 at 12.59.08
Cada torre tem 88 andares, mais 5 pavimentos no subsolo, com uma altura de 452 metros. Se pararmos pra somá-las, superam os mais de 800 metros do Burj Khalifa, em Dubai, o maior prédio do mundo. Hoje é possível ver as Torres Petronas de praticamente qualquer lugar da cidade. Durante a noite, as gêmeas ganham um brilho ainda mais bonito.

A religião oficial é o Islamismo mas também tem muitos taoistas (entre os chineses), hinduístas (entre os indianos) e também o cristianismo. A população basicamente é formada por 3 principais etnias: Malaios, Chineses e Indianos.

Kuala Kampur é marcado pela mistura de diferentes culturas e sua nacionalidade é definida pelos seus descendentes e não pelo país que nasceram.

O povo malaio compreende a maioria étnica – a maior parte dos habitantes de Kuala Lumpur são malaio-chineses. As outras principais culturas são representadas pelos malaio-indianos e euro-asiáticos. Quando se pergunta “De onde você é?” é muito comum ouvir de resposta  “sou indiano malasiano”, por exemplo.

Diferente do Brasil, onde a nossa identidade é formada pela mistura de nacionalidades, na Malasia essa diversidade de descencencias ainda é marcada em sua cultura e diferencia seu povo, incluindo os expatriados.

Apesar de ser um país em sua maioria muçulmana,  não são muçulmanos rígidos, as mulheres não precisam andar cobertas, elas usam burcas mais modernas , porém roupas compridas e sem decotes. Eu particularmente evito colocar roupas decotadas mas uso shorts.

Os malaios falam o idioma nacional, mas o inglês é aceito e falado na grande maioria dos lugares, a menos que visite outros estados onde a língua “Bahasa malayo” é mais usada.

 

 

Anúncios